4 thoughts on “Jornal Vozes da Saúde Mental

  1. Quem diria hoje podermos contar com uma mídia da saúde mental desenvolvida por usuários e familiares da saúde mental. Isso tudo não deixe de ser resultado daquele ser que já tenha convivido com discriminação e preconceito devido sofrimento mental, mas devido tratamento em uma rede de atenção Psicossocial estando hoje vinculado a uma Associação de saúde mental um processo de reinteiração inclusão social que o leva cada vez mais estar ativo nas discussões veridicas sobre o processo de reforma Psiquiatrica Brasileiro.

  2. Parabéns a Rede de Saúde Mental e Economia Solidária pela oportunidade que tem oferecido para articulação das experiências de inclusao no trabalho, aos usuários da Rede de Saúde Mental do Estado de São Paulo.
    Parabéns pela realização de suas Feiras, oportunidades estas de fortalecimento das iniciativas voltadas a inclusão social,através do trabalho e cooperativismo social daqueles tantos seres considerados loucos pela sociedade.

    A REDE desenvolve atividades de comercialização, formação, troca de conhecimentos e tecnologias sociais. É um processo de enunciação coletiva de fortalecimento das iniciativas de Inclusao Social pelo Trabalho e do Cooperativismo Social. A participação na Rede se realiza com a presença em suas reuniões mensais e na participação nas atividades organizadas coletivamente.

  3. Obrigado Mario e tds do Jornal Vozes pela parceria conosco. O conteúdo dos jornais de vcs em nossa página só nos engrandecem…

  4. Como Delegado no seguimento dos usuários de São Paulo, na IV – Conferência Nacional de Saúde Mental – Intersetorial e como membro da Comissão Executiva da Plenária Estadual de Saúde mental Intersetorial que esteve substituindo a não convocada etapa estadual da IV Conferência, em São Paulo, não poderia deixar de cada vez mais fomentar o vinculo Intersertorial considerando que ao se referir a Reforma Psiquiatrica Brasileira, estamos diante de um tema complexo que precisa de uma mobilização de ambito Intersetorial para que ela avance como precisa sem internação Compulsória, com Geração de Trabalho e Renda, com mobilização social, cooperativismo social, Direitos Humanos, cidadania, e com a mobilização e luta necessaria para que muitas portarias e projetos de leis construidos por nós sejam colocadas em pratica como deveria.

Deixe uma resposta