No dia 14 de fevereiro de 2012 na sede da SAS/SECONCI na Vila Matilde ocorreu uma roda de conversa sobre os desafios da relação entre saúde mental e economia solidária.

Estiveram presentes a coordenadora de saúde mental da SAS/SECONCI, as gerentes do CAPS I, CAPS Adulto Vila Matilde e trabalhadoras do CAPS Adulto Ermelino Matarazzo, todos das regiões administrativas Penha-Ermelino Matarazzo.

A roda de conversa começou com a descrição das oficinas que já ocorrem, como de artesanato, bijoterias, produtos de limpeza, que envolvem usuários, famialiares e técnicos. Bem como, as discussões que vem ocorrendo acerca da inserção no trabalho e ecosol.

Durante a Roda de Conversa, Leonardo Pinho, apresentou os conceitos da economia solidária, destacando que para ser projeto/empreendimento da ECOSOL é fundamental ter claro que o objetivo comum tenha viés econômico (geração de renda) e que tenha autogestão (onde os trabalhadores, oficineiros) participem de todo o projeto e de seu processo produtivo.

Foi discutido também os desafios: Como a regulamentação da Lei de Cooperativismo Social; A aprovação do PRONACOOP Social (Programa Nacional de Apoio ao Cooperativismo Social), criação de um Programa específico de financiamento dos projetos de trabalho da saúde mental e a não perda de beneficio dos usuários que participem de empreendimentos de ECOSOL.

No final ficou o convite para os projetos participarem das reuniões da Rede de Saúde Mental e ECOSOL, todos as terceiras quintas as 9h no CRP-SP. Bem como, das Feiras de Saúde Mental e ECOSOL, na Av. Paulista.

Agenda de Feiras:

19/05 – Semana da Luta Antimanicomial (18 de Maio)

04/08 – referência ao Dia Nacional de Saúde (05 de agosto)

06/10 – referência ao Dia Mundial da Saúde Mental (10 de outubro)