O Movimento Popular em Defesa do Quarteirão da Saúde, Educação e Cultura do Itaim Bibi vai fazer uma caminhada em defesa da área de 20 mil m² ameaçada de ser vendida pelo executivo ao mercado imobiliário. A mobilização será no dia 21/03, às 12h00, na esquina entre as ruas Salvador Cardoso com a Cojuba.

A intenção é concentrar o maior número de pessoas entre funcionários, usuários, pacientes, pais e alunos dos oito equipamentos públicos que estão instalados no local (posto de saúde, escolas, creche, biblioteca e teatro, a APAE e o CAPS), além de moradores da região e de outros bairros, a fim de sensibilizar o prefeito para que ele desista de vender o local.

O movimento conta com a adesão de políticos, empresários, comerciantes e artistas como Eva Wilma, moradora do Itaim há mais de 30 anos.

Desde que a intenção da prefeitura de vender o terreno foi publicada no informativo do Diário Oficial, em dezembro de 2010, os moradores do bairro do Itaim-Bibi começaram a se mobilizar em defesa do quarteirão. Já realizaram cinco assembleias, colheram cerca de quase 10 mil assinaturas em abaixo-assinado eletrônico e em barraquinhas instaladas na Rua João Cachoeira e no Parque do Povo, além de ter sido instaurado dois inquéritos nas promotorias da Justiça e do Meio Ambiente e do Patrimônio Público. E ainda prometem muita movimentação pela frente.

Quarteirão reúne saúde, cultura, arte e meio ambiente.

O quarteirão ocupa uma área de cerca de 20 mil m², entre as ruas Cojuba, Lopes Neto, Salvador Cardoso e Av. Horácio Lafer. Aí está instalada, a Biblioteca Anne Frank; a EMEI Escola Infantil Tide Setúbal; a creche Santa Teresa de Jesus; a Unidade Básica de Saúde José de Barros Magaldi; a Escola Estadual de tempo integral Prof. Ceciliano José Enne; a APAE – Escola Zequinha; o Centro de Atenção Psicossocial 24 horas e o Teatro Décio de Almeida Prado, sendo que 7 deles foram recentemente reformados pela própria prefeitura de São Paulo. Todas as entidades atendem diariamente centenas de crianças, portadores de necessidades especiais, estudantes, pessoas em busca de atendimento médico e psicológico, usuários da biblioteca, além dos profissionais que trabalham em cada equipamento.

Na área está a biblioteca Anne Frank, a mais antiga biblioteca infantil instalada fora do centro da cidade e a maior densidade e diversidade de árvores naturais da região, algumas centenárias.

A prefeitura alega que a venda do terreno reverterá na construção de 200 creches em outros locais da cidade.

Próximos passos do movimento

Depois da caminhada do dia 21/3, os moradores já têm marcada uma audiência pública na Câmara Municipal, no dia 28/3, às 19 horas.  

Mais informações:

Prof. Helcias Pádua, tel. (11) 9568-0621; 2818-6600; helciaspadua@yahoo.com.br.

Jorge Rubies, tel. (11) 3105-3053; info@preservasp.org.br.

Jornalistas responsáveis:

Sandra Nedopetalski

E-mail:  snedo@terra.com.br;

Arismar Garcia

E- mail: arismar.garcia@gmail.com

Sandra Nedopetalski

Jornalista

Tel.: (11) 3071-0495

snedo@terra.com.br

www.csnprojetoseditoriais.com.br

VISITE O SITE WWW.MEMORIASDOITAIM.COM.BR